P U B L I C I D A D E

14 de novembro de 2016

Comunicado da Associação Ambiental do Alto Tejo
denuncia nova onda de poluição no Tejo

O Núcleo da AZU Associação Ambiental do Alto Tejo denuncia em comunicado que, na sexta-feira da tarde do dia 11 de Novembro, “milhares de lagostins tentaram sair da água e refugiar-se nas margens do rio Tejo no Cais do Arneiro, Freguesia de Santana, Concelho de Nisa, fugindo á imensa mancha negra com origem nas indústrias de VV de Ródão”.
“Segundo alguns pescadores e populares, o cheiro era horrível e, no sábado dia 12, a mancha já se alongava para mais de 1,5km para jusante do referido cais, confirmando-se o pior, milhares de lagostins morreram “sufocados” nas armadilhas que são o único sustento para algumas famílias nesta época do ano”.
“Na tarde do Domingo, dia 13 de Novembro, populares descreveram que no cais de VV de Ródão estava a efectuar-se a maior descarga que há memoria com origem na empresa Celtejo. A mancha negra recuou para junto da tomada de água da citada empresa, numa situação inédita. Também aqui milhares de lagostins procuram refugio nas margens, com falta de oxigénio na água”.
A Celtejo é a responsável?
“Há cerca de uma semana e meia que as descargas se têm agravado, tornando-se visível nos concelhos de Vila Velha de Ródão, Nisa, Gavião, Mação e Abrantes. Segundo os pescadores e populares, a empresa Celtejo, é a responsável, argumentando com o facto das águas do rio Tejo, a montante do do cais de VV de Ródão estarem límpidas razão que leva alguns pescadores do Arneiro, a colocarem aí as suas gaiolas, salvaguardando assim os lagostins das descargas sucessivas da referida empresa”.
O comunicado da Associação Ambiental do Alto Tejo sublinha que “continuamos na mesma, o que vieram os deputados da Comissão de Ambiente fazer pelo Tejo acima desde Lisboa? Onde pára o Ministro do Ambiente? Denúncias, exposições, manifestações, tantas acções de cidadãos e cidadãs anónimos, dos partidos políticos, do SEPNA, o poder económico contínua imparável, incorrigível e insensível, disposto a acabar com o Tejo, a fazer deste esgoto. Onde está o poder local, que é feito das Câmaras de Nisa e VV de Ródão? Não há respeito pelos pessoas que tirem o seu sustento do rio, por milhares de cidadãos que vivem a jusante das Portas de Ródão?”. © NCV



Sem comentários: