P U B L I C I D A D E

19 de março de 2017

Município de Marvão solicitou suspensão da decisão de encerramento do balcão da CGD

O Município de Marvão informou em comunicado “que já foram solicitadas reuniões, com caráter de urgência, ao presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos, Dr. Paulo Macedo, e ao Ministro das Finanças, Prof. Dr. Mário Centeno, de forma a avaliar soluções que evitem o encerramento do balcão da CGD de Marvão, não tendo obtido, até ao momento, qualquer tipo de resposta ao solicitado”.
“Desta forma, a autarquia também já apelou ao Sr. Primeiro-Ministro, Dr. António Costa, para que interceda, junto da administração da CGD, de forma a procurar alternativas que evitem o anunciado encerramento, uma vez que tem demostrado uma especial sensibilidade para os problemas do interior do País, como atesta a medida que devolveu, recentemente, vários Tribunais a populações que se viram privadas desses mesmos serviços”.
“Foi ainda solicitada a intervenção dos deputados eleitos pelo Distrito de Portalegre, junto da administração central, para que se procurem soluções, e se evite a tomada de decisões irreversíveis e prejudiciais para os nossos munícipes e visitantes”.
“A vila de Marvão, historicamente associada à oferta de serviços públicos e para o público, onde nos últimos anos se tem desenvolvido, de forma progressiva, uma vasta atividade económica associada ao turismo, será irremediavelmente afetada por esta propalada medida”.
“O Município compreende a necessidade das medidas que se vão aplicar para reorganizar a CGD, mas de certeza que haverá alternativas que terão um impacto menor, do que aquele que terá, certamente, no concelho de Marvão, o encerramento deste balcão”.
Por último, o Município considera que esta decisão viola os princípios consagrados na Constituição da República Portuguesa, nomeadamente os que visam “promover o desenvolvimento económico e social, no sentido de um crescimento equilibrado de todos os sectores e regiões, e eliminar progressivamente as diferenças económicas e sociais entre a cidade e o campo”.
“Desta forma, solicita-se a suspensão da decisão de encerramento do balcão da CGD e a consequente manutenção do banco público no concelho”. © NCV
Ver mais notícias AQUI.

Sem comentários: