P U B L I C I D A D E

4 de julho de 2017

Roteiro do Conhecimento da Juventude Socialista visitou o nstituto Politécnico de Portalegre

A Juventude Socialista está a organizar o «Roteiro de Conhecimento», desdobrando-se em contactos com os agentes que nesta sede laboram. Depois de realizadas reuniões com o Instituto Politécnico de Bragança, com o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, com a Associação Nacional de Escolas Profissionais (ANESPO) e a Associação Nacional de Pais e Encarregados de Educação, foi a vez do Instituto Politécnico de Portalegre receber a iniciativa.
Com uma comitiva liderada pelo Secretário-Geral da JS, Ivan Gonçalves, os jovens socialistas debateram com os Professores Joaquim Mourato e Albano Silva o futuro do ensino superior. Em cima da mesa estiveram os desafios que o ensino politécnico enfrenta, do financiamento à política de vagas, da reforma curricular ao regime de acesso. Para lá das questões macro, foram afloradas as dificuldades e ambições do IPP em concreto, numa frutífera troca de posições sobre o rumo de uma instituição fundamental para a Cidade de Portalegre e para o Alto Alentejo.
Para o Presidente da Federação Distrital de Portalegre e um dos secretários nacionais que tem feito parte da comitiva que realiza o roteiro, Eduardo Alves, “o IPP é uma das traves mestras do Distrito. Por cada euro que o poder central e autárquico coloca na instituição recebe-o no triplo. Os desafios são muitos e a JS não vai assobiar para o lado mas elaborar os seus próprios contributos” acrescentando que “a integração do IPP num roteiro de âmbito nacional evidencia que o ensino politécnico está na retina da JS nacional e que a a Federação de Portalegre e a concelhia de Portalegre da JS olham para a instituição como uma prioridade”.
Para João Pedro Meira, Coordenador concelhio de Portalegre “dada a importância socioeconómica e pedagógica que o IPP desempenha no concelho de Portalegre, sendo responsável por cerca de 30% da economia local e demonstrando-se como uma alternativa aos jovens que concluem o ensino secundário no distrito é urgente a formulação de um proposta de reforma curricular e pedagógica da oferta formativa do IPP, por forma a aproximarmos a oferta do principal foco de procura distrital” definindo como objetivos “a criação de um novo polo de saúde junto à ESTG que se identifique com áreas procuradas, como fisioterapia, terapia da fala, etc. e procurar reforçar as áreas diferenciadoras como Jornalismo e Comunicação, Enfermagem, Design de Animação e Multimédia e Serviço Social”. © NCV

Sem comentários: