P U B L I C I D A D E

29 de outubro de 2016

Simulacro de incêndio de amanhã na zona histórica envolve muitos meios técnicos e mais de 150 pessoas

Para além do aparato decorrente da presença de um número elevado de meios e estruturas técnicas ultrapassará as 150 o número total de pessoas envolvidas no simulado de incêndio em zona histórica, que terá lugar amanhã, Domingo dia 30 de Outubro, durante a manhã em Castelo de Vide (vd. notícias AQUI e AQUI).
O exercício denominado EXERZONAHISTORICA, terá inicio pelas 09:15 horas e decorrerá no quarteirão que engloba o lar João Jose Le Cocq, rua de Santa Maria, Largo Capitão Salgueiro Maia, Arco da Barreira e Rua de Baixo. O final deste exercício está previsto para cerca das 12 horas.
O incêndio terá início no lar João José Le Cocq, propagando-se aos edifícios limites. “Os objetivos do exercício entre outros, são o teste de operacionalidade dos meios de combate a incêndio, a formação e treino de todos os envolvidos, bem como o por em pratica dos diversos planos de segurança e emergência existentes”, como referiu ao NCV o 1º comandante Pedro Rabaça da Corporação de Bombeiros local.
Várias entidades envolvidas
Envolvidas estão a Autoridade Nacional de Proteção Civil e o Centro Distrital de Operações de Socorro de Portalegre,(em cujo Plano de Atividades está englobado), e o exercício conta com a colaboração direta da Associação de bombeiros local e da Câmara Municipal.
Para além dos bombeiros de Castelo de Vide, estarão ainda envolvidos no exercício, a Proteção Civil – a nível distrital e municipal -, a Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide (ver notícia AQUI), a GNR, a Cruz Vermelha Portuguesa, o INEM e todos os Corpos de Bombeiros do distrito de Portalegre.
Presentes estarão ainda diversos elementos de avaliação ao exercício, compostos por diversas entidades, bem como dos bombeiros do distrito de Portalegre e ainda dos distritos de Castelo Branco, Santarém e Leiria (Agrupamento Centro Sul).
Grupo Espalharte oferece figurantes
De referir também que a iniciativa conta adicionalmente com a colaboração do grupo de teatro amador Espalharte, da Sociedade Recreativa 1º de Dezembro de Castelo de Vide, cujos elementos participam como figurantes.
Pedro Rabaça, 1º comandante do corpo de bombeiros local, solicitou através do NCV “a melhor compreensão de todos, mas sobretudo a dos residentes naquela área” pois “haverá com certeza, alterações de trânsito (vd notícia AQUI), bem como alterações no que diz respeito aos condicionalismos impostos” viabilizando uma iniciativa que pensa “ser uma mais valia para Castelo de Vide, no sentido de se poder analisar e treinar este tipo de sinistro e gravidade”. © NCV

Sem comentários: