Clicar na imagem para aceder aos ficheiros.

1 de março de 2021

Já foi alvo de uma primeira intervenção de escoramento a parte da muralha que ruiu junto do Forte de S. Roque

Fotos © NCV
Fotos © NCV
Já foi objeto de uma primeira intervenção o pano de muralha que ruiu em Outubro passado junto ao Forte de S. Roque, mais concretamente no arruamento que liga o Largo do Calvário ao Largo de S. Roque, conforme o NCV tem noticiado (ver notícias AQUI e AQUI). 
A intervenção por parte dos serviços municipais teve lugar na passada sexta-feira e ficou a dever-se à existência de mais "pedras soltas" que perderam sustentação e faziam temer estar iminente nova derrocada.
Esta primeira intervenção (ver fotos atuais que publicamos junto) traduziu-se por um escoramento básico através de barrote de madeira que visará evitar novos eventos de ruína daquele pano de muralha sul do Forte de S. Roque.
Recorda-se que anteriormente a Câmara Municipal de Castelo de Vide começou por assinalar o perigo, como lhe compete, e cautelarmente cortou mesmo por alguns dias a circulação naquela artéria, apesar do pouco movimento que regista.
Também as pedras que caíram e estavam amontoadas fora da via pública e próximo do local foram acauteladas para posterior reutilização no arranjo do pano de muralha.
De referir ainda que a parte recuperada que se vê nas fotos tem cerca de uns 20 anos e foi efetuada na altura pela Câmara Municipal de Castelo de Vide.
Existem outros casos de perigo de ruína em determinados pontos do amplo conjunto de muralhas abaluartadas de Castelo de Vide, não sendo de momento muito claro a quem compete e responsabilidade direta pela sua manutenção: se ao Governo Central, como seria se se tratar de um monumento nacional, ou ao Município se assim não for ou enquanto assim não for. © NCV

Rede Interconcelhia das Bibliotecas Escolares:
3º Encontro “con.Raízes” realiza-se na tarde da próxima quinta-feira a partir de Castelo de Vide

Clicar na imagem para ampliar.
Clicar na imagem para ampliar.
Realiza-e na próxima quinta-feira dia 4 de Março o 3º Encontro con.Raízes que terá lugar online, a partir das 14:30 horas, a partir de Castelo de Vide e subordinada ao tema “O sagrado e o profano: ritos e tradições no Alto Alentejo”. O evento terá transmissão online através do site https://bibliotecascool.com/.
“con.Raízes” é um projeto dos professores bibliotecários da Rede Interconcelhia das Bibliotecas das escolas dos concelhos de Alter do Chão, Castelo de Vide, Crato, Gavião, Nisa, Marvão e Ponte de Sôr que visa promover o conhecimento, a partilha e a divulgação das diferentes manifestações culturais dos seus concelhos.
A organização deste evento é do Agrupamento de Escolas de Castelo de Vide e da Rede Interconcelhia das Bibliotecas Escolares dos 7 concelhos, com apoio dos Municípios, das quatro Juntas de Freguesia do concelho e da Delta Cafés. © NCV

Meteorologia: tempo geralmente seco durante a semana com alguma probabilidade de chuva apenas na 5ª feira

Clicar na imagem para ampliar.
Segundo as últimas previsões numéricas do IPMA para a região norte do Alto Alentejo, esta semana vai caraterizar-se por tempo seco entrecortando céu pouco nublado com céu parcialmente nublado ou céu nublado por nuvens altas.
A probabilidade de chuva (50%) surge apenas na tarde de quinta-feira. As temperaturas mínimas mantêm-se entre os 8ºC e os 10ºC até quinta-feira e decem depois ligeramente para os 7ºC a 9ºC.. As temperaturas máximas previstas estarão entre os 16ºC e os 18ºC até aquela data e descem também ligeiramente depois para o nível dos 14ºC a 16ºC.
O vento soprará fraco predominantemente do quadrante leste, prevebdo-se neste momento que ronde para o quadrante sul apenas a aprtir de Domingo dia 7 de Março. © NCV

Póvoa e Meadas:
passageiros da Rodoviária homenageiam motorista João Andrade na sua última viagem antes da reforma

Foto © Amigos de PM/NCV
Geração após geração, João Andrade, conhecido por sr. João das Camionetas, transportou dezenas de jovens de Póvoa e Meadas no autocarro da Rodoviária do Alentejo.
Na sua última viagem antes da reforma – que teve lugar na passada sexta-feira - alguns dos seus passageiros, não quiseram deixar passar em claro a sua despedida e prestaram-lhe sentida homenagem.
Um gesto simples mas muito significativo das boas gentes de Póvoa e Meadas, depois de Rui Galhofas ter chamado a atenção com o seu agradecimento público a João Andrade nas redes sociais. © NCV

Software para Espaço Museológico “Laboratório Botica Garcia de Orta” vai custar 24 mil euros (mas IVA)

O software necessário para o Espaço Museológico “Laboratório Botica Garcia de Orta” a instalar na antigas Termas no quadro do Centro de Interpretação Garcia d’Orta vai custar 23 880,00 euros (mais IVA).
Para o efeito o Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide determinou por despacho de 24 de Fevereiro a abertura do correspondente procedimento por consulta prévia a três empresas (duas de Faro e uma de Lisboa) por ele indicadas: a BPO Consulting - Unipessoal, Lda (Faro), a Informantem – Informática e Manutenção, SA (Pontinha) e a Visualforma – Tecnologias de Informação, SA (Faro).
Marco Mestre gere o contrato e preside ao júri
O mesmo despacho aprova o valor base do procedimento, que é de 23.880,00€ (...) acrescido do IVA à taxa legal em vigor, tendo em conta a consulta de mercado e que a entidade adjudicante estipulou como valor máximo que aceita pagar”. O mesmo aconteceu com as peças do procedimento e com a designação do júri que será presidido pelo gestor de contrato designado, o técnico superior Marco José Lindo Mestre.
Composição do Júri
A apoiá-lo nessa função estarão como efetivos António Fernando Gaio Barreta (1º vogal) e Ângela do Carmo Santana Maximiniano (2º vogal). São suplentes José Fernando Alegria Dias (1º vogal) e António José Margarido Manso (2º vogal). O Primeiro Vogal Efetivo substituirá o presidente das suas faltas e impedimentos.
Esta despesa está devidamente cabimentada na rúbrica orçamental 01.02/07.01.10.02 e nas G.O.P. projeto 2020/33 - Laboratório Botica de Garcia de Orta. © NCV

“Saudação de agradecimento” convocada para amanhã frente ao Lar da Terceira Idade de Póvoa e Meadas

Foto © NCV (arquivo)
Por iniciativa popular, está a ser convocada nas redes sociais para amanhã, terça-feira dia 2 de Março, pelas 10:30 horas, junto ao Lar da Terceira Idade uma saudação de agradecimento à equipa técnica, aos funcionários(as) e aos dirigentes da instituição pela forma como têm enfrentado a pandemia Covid-19.
“O nosso lar de Nossa Senhora da Graça de Póvoa e Meadas, passou por um período difícil, assim como a nossa aldeia com o Covid 19”, lê-se na convocatória daquilo que pretende ser uma “prova de agradecimento” a todos pelo carinho, o modo e o esforço, com que lidaram com esta situação, e dispensaram aos nossos idosos”; “todos sabemos que dadas as circunstâncias, não lhes foi fácil, tanto da parte física como psicológica, todas elas têm as suas famílias, mas não hesitaram em ficar firmes e tratarem dos nossos idosos”.
“Vamos todos em segurança e distanciamento fazer deste agradecimento um momento único, conto convosco”, refere a convocatória dinamizada por Maria do Rosário Canelas. © NCV

Testagem preventiva à Covid-19 no concelho de Nisa alarga-se a Montalvão e Salavessa

A ação de testagem preventiva à Covid-19 que está a decorrer no concelho de Nisa vai estender-se na próxima quarta-feira dia 3 de Março à freguesia de Montalvão, nomeadamente no espaço “Montalvão Vintage” e na antiga Escola Primária da Salavessa.
Estão abertas as inscrições que são gratuitas e decorrem até às 14 horas de dia 2 de Março, através do email <testagemcovid@cm-nisa.pt> ou pelo contacto 245 410 000, informando Nome Completo, Data de Nascimento, Nº de Utente no SNS e Email, sendo que os respetivos dados serão exclusivamente utilizados para fim de registo na plataforma do laboratório e reporte em SINAVE. © NCV

Comissão Europeia: candidaturas até 10 de Março para apresentação de propostas ao Fundo de Inovação

O Gabinete de Crise da Câmara Municipal de Castelo de Vide informa que a Comissão Europeia abriu as candidaturas para a apresentação de propostas ao Fundo de Inovação, para projetos de pequena escala de tecnologias limpas.
Podem ser obtidas AQUI e AQUI mais informações sobre este primeiro convite à apresentação de propostas para projetos de pequena escala.
O Fundo de inovação destina-se a prestar apoio financeiro à inovação, abrangendo tecnologias inovadoras na energia renovável, armazenamento de energia, captura e armazenamento geológico de CO2 (CCS), captura e utilização de CO2 (CCU) e tecnologias inovadoras de baixo carbono e processos em indústrias intensivas em energia (ex: ferro e aço, cimento, vidro, papel, químicos), incluindo substituição por produtos de menor intensidade de carbono.
O primeiro convite para apresentação de propostas encontra-se aberto até ao próximo dia 10 de Março de 2021.
As candidaturas devem ser submetidas através do portal de financiamento – EU Funding and Tenders (AQUI).
O Gabinete de Crise da Câmara Municipal de Castelo de Vide pode prestar mais infromações (devido à situação atual é olicitado um contacto prévio através do telefone 245 908 220 ou pelo e-mail: gabinete.crise@cm-castelo-vide.pt). © NCV

GNR deteta situação ilícita de espécies cinegéticas em cativeiro em propriedade no Crato

O Comando Territorial de Portalegre da GNR, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Portalegre, detetou na passada quinta-feira dia 25 de Fevereiro uma propriedade no concelho do Crato que possuía ilicitamente espécies cinegéticas em cativeiro.
No decorrer de uma ação de fiscalização para a prevenção e deteção de situações ilícitas, os militares da GNR apuraram que a propriedade detinha em cativeiro dois veados, Cervus elaphus, um macho e uma fêmea, três gamos, Dama dama, um macho e duas fêmeas, e três muflões, Ovis orientalis, um macho e duas fêmeas.
Foi elaborado um auto de contraordenação por detenção de espécies cinegéticas em cativeiro sem a devida licença, que foi remetido ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). © NCV

UGT Portalegre divulgou contributos enviados para o PRR - Plano de Recuperação e Resiliência

A UGT Portalegre enviou os seus contributos para o PRR - Plano de Recuperação e Resiliência e exorta os cidadãos do distrito a participarem nas consultas públicas: esta que termina hoje e a do Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP) 2021-2027 (INTERREG) que está também a decorrer até amanhã.
Entre outras questões, a UGT Portalegre "regista que esta nova versão (do PRR - Plano de Recuperação e Resiliência) apresenta algumas alterações face à versão inicial, como são investimentos fulcrais para o desenvolvimento desta vasta área de interior, mais concretamente o prometido “tornar o comboio como principal meio de transporte nacional” e concretizar a existência de “comboios entre todas as capitais de distrito”; assim como os previstos contractos de desenvolvimento territorial, ou uma nova política fiscal para o interior do país, ao nível do IRC; e evidenciamos ainda que o elevado índice de pobreza não existe só nas áreas metropolitanas do país". © NCV

28 de fevereiro de 2021

Filipe Luz demonstrou na Assembleia Municipal que em 2002 o empréstimo não foi “para pagar salários”

Na última Assembleia Municipal, no dia 19 de Fevereiro, Filipe Luz fez uma apresentação (que junto se publica em vídeo com som) do histórico de endividamentos bancários do Município de Castelo de Vide de 1990 e a 2019, com o objetivo primeiro de demonstrar que “a seguir à gestão do Partido Socialista”, em 2002 não foi pedido nenhum empréstimo municipal de 500 mil euros “para pagar salários” como afirmou António Pita na reunião de Abril do ano passado.
Empréstimo de 250 e não de 500 mil euros
Com base em dados e documentos oficiais da Câmara Municipal, o deputado e presidente da Comissão Concelhia local do PS confirmou que o empréstimo pedido em 2002 foi apenas de 250 mil euros “e serviu para concretizar com maior rapidez projetos como as obras da Piscina descoberta e da Praça D. Pedro V”. As dificuldades de tesouraria momentâneas deviam-se a dívidas de terceiros e também a atrasos de transferências de fundos comunitários.
“O rigor e a evidência da história e dos documentos não podem ser desvirtuados e subvertidos a belo prazer. Os documentos são claros e demonstram que não foi pedido nenhum empréstimo em 2002 para o pagamento de salários”, sublinha o PS. © NCV

CLDS 4G já publicou e está a distribuir a sexta edição do “Boletim "Aproximar"

Clicar na imagem para ampliar.
A equipa do CLDS 4G Aproximar já publicou e está a disponibilizar a sexta edição do seu Boletim que pode ser lido e descarregado AQUI.
Quem quiser um exemplar do Boletim em formato papel, está disponível no gabinete do CLDS 4G "Aproximar" em Póvoa e Meadas.
Nesta edição sobressaiem dois textos sobre as tradições do Carnaval em Castelo de Vide e Póvoa e Meadas, um texto sobre o “Dia Internacional da Mulher – a história de uma luta com mais de um século” e outro sobbre o Dia da Árvore.
António Borges e Nuno Fidalgo
Na rubrica “O que temos por cá” são retratados o Full Fit Studio e António Borges e também a Póvoa e Meadas TV e Nuno Fidalgo.
As “receitas que cheiram a Carnaval” são duas: o arroz doce e a “olla podrida” (versão espanhola do cozido à portuguesa). O Cantinho das Crianças traz máscaras de Carnaval e relvinhas.
Finalmente nas “Iniciativas Amigas” os leitores com familiares no Lar da Terceira idade de Póvoa e Meadas são convidados a enviar ao CLDS 4G Aproximar um postal, um desenho, uma fotografia ou um vídeo para ajudar a mitigar as saudades que os utentes têm das suas famílias. © NCV

CLDS 4G Aproximar:
"Vamos ginasticar" para crianças e séniores

 

Vamos ginasticar para CRIANÇAS (vídeo)

Vamos ginasticar para SÉNIORES (vídeo)

CLDS 4G Aproximar:
"Hora do Conto" – Óscar o Unicórnio Comilão

Câmara Municipal anuncia exumação de ossadas de 41 sepulturas temporárias no Cemitério Municipal

Clicar na imagem para ampliar.

Clicar na imagem para ampliar.

Clicar na imagem para ampliar.

Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide aceita propostas para venda de cortiça até dia 30 de Abril

 




 

ULSNA: melhoria da situação Covid-19 no distrito (menos 9 ativos, 2 internados e mais 15 recuperados

Clicar na imagem para ampliar.
No conjunto do distrito de Portalegre, a situação epidemiológica Covid-19 continua a melhorar; havia ontem menos 9 casos ativos (187), os casos recuperados aumentaram para 4156 (mais 15) e os internamentos voltaram a baixar, agora para apenas 5 nas duas unidades hospitalares do distrito.
A nível global do distrito, a ULSNA não registou ontem qualquer óbito (mantêm-se 229) em toda a sua área de atuação.
No que respeita a Castelo de Vide, o relatório da ULSNA manteve ontem integralmente a situação do dia anterior: 6 casos ativos entre os 287 casos confirmados totais e 24 óbitos. © NCV

Até 16 de Março a fronteira de Galegos continua aberta apenas nos dias úteis entre as 6 e as 20 horas
- Marvão insiste na abertura 24 horas por dia

Foto © CMM/NCV
Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) anunciou ontem que o controlo nas fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha vai ser prolongado até dia 16 de Março.
Assim, a partir das 00h00 da próxima terça-feira, dia 2 de Março, mantém-se limitada a circulação entre Portugal e Espanha - e somente nos PPA - ao transporte internacional de mercadorias, de trabalhadores transfronteiriços e de caráter sazonal devidamente documentados, e de veículos de emergência e socorro e serviço de urgência". Contudo, estas limitações não impedem a entrada em Portugal de cidadãos nacionais e de titulares de autorização de residência em Portugal, bem como a saída de cidadãos residentes noutros países.
Marvão continua a defender abertura 24 horas por dia
Mas, apesar de todos os esforços desenvolvidos pela Câmara Municipal de Marvão, o Governo mantém a circulação na fronteira de Galegos - Porto Roque limitada aos dias úteis, entre as 6 e as 20 horas. Por isso, “o Município lamenta que a tutela não tenha mostrado abertura para dialogar, não tenha considerado as preocupações manifestadas pelos territórios raianos de Marvão e Valencia de Alcántara, nem revertido uma medida que vai continuar a prejudicar, substancialmente, as suas populações”. Por isso, “o Município de Marvão vai continuar a defender a abertura da fronteira de Galegos Porto Roque, 24h por dia”.
“Esta é uma decisão com a qual a autarquia não pode concordar, porque afeta consideravelmente a economia, bem como as empresas que trabalham nos dois lados da fronteira, assim como toda a cooperação transfronteiriça, já tão diminuída pela pandemia que nos assola há praticamente um ano”, considera a autarquia marvanense em nota divulgada sobre o assunto. © NCV

Presidente da CIMAA reuniu com Secretário de Estado e task force sobre Plano de Vacinação na região

Hugo Hiláro, Presidente da CIMAA.
O Presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), Hugo Pereira Hilário, reuniu na passada quarta-feira, dia 24 de Fevereiro, com o Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional e coordenador da execução regional e local das medidas de combate à pandemia da Covid-19 para o Alentejo, Jorge Seguro Sanches, com o responsável da Task Force do Plano de Vacinação, vice-almirante Gouveia e Melo, os Presidentes das CIM do Alentejo, as Unidades Locais de Saúde do Alentejo e o Presidente da ARS do Alentejo, para abordar as próximas etapas do Plano Nacional de Vacinação no Alto Alentejo.
Na véspera deste encontro a CIMAA fez na terça-feira, dia 23 de Fevereiro, o ponto da situação COVID-19 no território do Alto Alentejo, durante a reunião semanal sobre a pandemia. Estiveram em cima da mesa, entre outros temas, os desafios do processo de implementação no terreno do Plano de Vacinação.
Acelerar e agilizar o processo de vacinação
O Presidente da CIMAA reforçou a disponibilidade dos Municípios do Alto Alentejo em contribuir para acelerar e agilizar o processo de vacinação, com meios e soluções, à semelhança das várias colaborações que têm sido desenvolvidas.
O Vice-almirante Gouveia e Melo, enquanto responsável da Task Force, salientou o papel decisivo que as autarquias desempenham no combate ao SARS-CoV-2 e fez o ponto da situação do processo de vacinação, projetando os seus passos seguintes, tendo sublinhado a necessidade de avaliação e ajuste em permanência de todo o processo, em função da sua operacionalização.
Tal como foi referido pelo responsável da Task Force, em forma de conclusão, a CIMAA está empenhada e disponível para dar o seu contributo nesta ação concertada de “salvar vidas, libertar a economia do vírus e garantir a resiliência do Estado”.
Articular esforços para combater a pandemia
Esta reunião surge na sequência da necessidade de articulação permanente e próxima da CIMAA e dos seus 15 Municípios com as entidades competentes para a concretização do Plano Nacional de Vacinação.
“Continuamos a articular esforços, com as várias entidades, para combater a pandemia, com reuniões semanais com os representantes dos nossos 15 municípios, com a ULSNA, Segurança Social e outras entidades competentes, harmonizando as medidas implementadas no território e amortecendo os efeitos sociais e económicos da crise sanitária”, conclui a nota de imprensa divulgada pela entidade Intermunicipal. © NCV

Empresa de Águas do Alto Alentejo está a recrutar 4 diretores e 1 secretário(a) para diretor-delegado
- apresentação de candidaturas até dia 5 de Março

A Empresa de Águas do Alto Alentejo, EIM, S.A. está a recrutar os seus primeiros quadros: 4 diretores (Direção Administrativa e Financeira, Direção Comercial, Direção de Águas e Saneamento e Direção Administrativa e Financeira, serviço de Património e Tesouraria) e um para Secretariado do diretor-delegado.
O procedimento de recrutamento para contrato de trabalho estará aberto pelo prazo de 10 (dez) dias, incluindo, sábados, domingos e feriados, e os avisos de recrutamento, com indicação do local de trabalho, da caracterização dos postos de trabalho, vínculo, requisitos formais de admissão, habilitação exigida, perfil pretendido, posicionamento remuneratório, composição do júri, métodos de seleção bem como prazo e formalização para apresentação de candidaturas, encontra-se disponível AQUI.
As candidaturas poderão ser formalizadas para o correio eletrónico da empresa <geral@aguasdoaltoalentejo.pt> ou remetidas por correio registado, com aviso de receção, até ao termo do prazo para: Águas do Alto Alentejo, E.I.M., S.A., Campo da Restauração, 7400-223 Ponte de Sôr. © NCV

27 de fevereiro de 2021

Fundação Nossa Senhora da Esperança: visitas a utentes retomadas a partir da próxima segunda-feira 1 de Março

Lar João Gonçalves Palmeiro Novo da FNSE.
Ultrapassada que está a situação epidemiológica criada pelos surtos e casos de Covid-19 nas suas duas residências para idosos, a Fundação Nossa Senhora da Esperança anunciou ontem que as visitas aos utentes de ambas “através do vidro” serão retomadas a partir da próxima segunda-feira dia 1 de Março.
As visitas estavam suspensas desde o início de Dezembro passado.
No sentida de as concretizar os serviços da Fundação solicitam aos familiares e amigos interessados que liguem para o número que já conhecem (245 901 166) para proceder às marcações das mesmas.
Os moldes são os mesmos: visitas das 14 às 17:30 horas (exceto às 16 horas, que corresponde ao horário do lanche) e sempre mediante marcação prévia. © NCV
                                         Lar do Convento da FNSE.

Situação continua a melhorar: apenas 6 casos ativos de Covid-19 em Castelo de Vide (ULSNA)

Clicar na imagem para ampliar.
Voltou ontem a descer o número de casos ativos de Covid-19 manifestados pelo relatório diário da ULSNA: são agora apenas 6 (menos 2 do que na véspera).
Acresce que voltou a não se registar nenhum novo caso confirmado (287) e felizmente o número de óbitos manteve-se nos 24.
Arronches continua com mais casos ativos (47)
Apesar de seguir a tendência de decréscimo de casos no distrito e no país, Castelo de Vide com 8 casos passou a integrar a lista dos concelhos do distrito com menor número de casos ativos. Em igual ou melhor situação apenas Sousel (6), Crato (4) e Gavião (3).
No topo da lista continuam Arronches (47) seguido por Elvas (31), Nisa (17), Portalegre (14) e Monforte e Campo Maior (12).
Em termos de falecimentos registados, Castelo de Vide continua a ser o quarto concelho do distrito com mais óbitos (24), depois de Portalegre (50), Elvas (29) e Ponte de Sôr (27).
Menos 4 ativos, mais 10 recuperados e menos 5 internamentos
No conjunto do distrito a situação continua a melhorar; havia ontem 196 casos ativos (menos 4), os casos recuperados aumentaram para 4141 (mais 10) e os internamentos voltaram a baixar, de 12 agora para apenas 7 nas duas unidades hospitalares do distrito.
A nível global do distrito, a ULSNA registou ontem mais 2 óbitos (229) em toda a sua área de atuação. © NCV

Bio Leaf avança dentro de 2 meses com produção de “cannabis” na Horta do Brites em Póvoa e Meadas

Foto © JFPM/NCV
Franck Fatalout, administrador da empresa que recentemente se instalou na Horta do Brites, mais conhecida como Horta da Dona Alice, em Póvoa e Meadas, e onde em breve iniciará a produção de “cannabis” para fins terapêuticos, visitou na passada quarta-feira as instalações da empresa e manteve uma reunião com a Junta de Freguesia local.
Primeira cultura no terreno em dois meses
De acordo com informação veiculada por António Simão, “os trabalhos de preparação das instalações prosseguem a bom ritmo e estima-se que a primeira cultura possa avançar dentro de cerca de dois meses, sob a supervisão do nosso conterrâneo Engº Agrónomo João Fragoso”.
Postos de trabalho permanentes e sazonais
Franck Fatalout informou a Junta de Freguesia que está confiante nesta aposta e que prevê a aplicação de um investimento superior a 1 milhão de euros no projeto em Póvoa e Meadas, o qual inclui a criação de vários postos de trabalho, tanto de carácter permanente como sazonal.
António Simão: projeto de inegável importância para a Freguesia e o Concelho
Por sua vez, o Presidente da Junta de Freguesia de Póvoa e Meadas manifestou mais uma vez ao empresário Franck Fatalout “a sua satisfação por um projeto com esta dimensão ter sido implantado na nossa terra e reiterou a total disponibilidade da Junta para manter e aprofundar a colaboração que, dentro das nossas possibilidades, desde há meses vem desenvolvendo com a administração da Bio Leaf”.
“Trata-se, sem dúvida, de um projeto de inegável importância para a nossa Freguesia e para o próprio Concelho, sendo um fator de desenvolvimento económico e robustecimento social”, adiantou António Simão.
Empresa com capital de 200 mil euros e sede em Póvoa e Meadas
A empresa Bio Leaf Health, Lda foi constituída em 12 de Março de 2020, com um capital social de 200 mil euros e tem a sua sede na Quinta "Brites" em Póvoa e Meadas.
Subsidiária da multinacional francesa com o mesmo nome dedica-se a plantação, cultivo e transformação de “cannabis” para fins medicinais, à importação de plantas e sementes de “cannabis” nos termos da lei, e à exportação de produtos transformados e derivados da produção agrícola. © NCV

Apoio excecional à família no âmbito da suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais

O Gabinete de Crise da Câmara Municipal de Castelo de Vide informou que o Governo alargou apoio excecional à família no âmbito da suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais (ver informação AQUI, AQUI e AQUI).
Esta nova medida apoio às famílias, que já se encontra em vigor, destina-se a trabalhadores que se encontrem a exercer a sua atividade em teletrabalho a beneficiar dos apoios excecionais à família e que optem por interromper o exercício da sua atividade, de modo a prestar assistência à família, desde que encontre numa das seguintes situações:
1. A composição do agregado familiar seja monoparental;
2. O agregado familiar deve integrar pelo menos um filho a frequentar o pré-escolar ou o primeiro ciclo do ensino básico;
3. Que exista no agregado filhos dependentes com deficiência igual ou superior a 60% (independente da idade).
De modo a assegurar 100% da retribuição dos trabalhadores (até um valor máximo de 1.995€), o valor da parcela paga pela Segurança Social será aumentado, desde que o trabalhador esteja numa destas situações:
a) a composição do seu agregado familiar seja monoparental;
b) os dois progenitores beneficiem do apoio semanalmente de forma alternada.
Esta decisão deve ser entregue à entidade patronal por escrito, com uma antecedência de três dias relativamente à data da interrupção. Este apoio não é acumulável com outros apoios relativos à pandemia causada pelo COVID-19.
Mais informações podem também ser obtidas junto do Gabinete de Crise da Câmara Municipal de Castelo de Vide (devido à situação atual aé solicitado um contacto prévio através do telefone 245 908 220 ou pelo e-mail: gabinete.crise@cm-castelo-vide.pt). © NCV

Núcleo de Proteção Ambiental de Elvas da GNR detetou corte e poda ilegal de azinheiras em Monforte

O Comando Territorial de Portalegre da GNR, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Elvas, detetou no passado dia 24 de Fevereiro (4ª feira), “o corte rente e a poda mal executadas de cerca de 3 000 azinheiras no concelho de Monforte.
Corte rente de 1 939 azinheiras e poda mal executada de 1 058 azinheiras
No âmbito de uma ação de patrulhamento de proteção florestal, os militares da GNR detetaram, numa área aproximada de 42 hectares, o corte rente de 1 939 azinheiras em bom estado vegetativo e a poda mal executada de 1 058 azinheiras, também elas em bom estado vegetativo.
No decorrer destas diligências policiais, foi solicitada a colaboração do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) para avaliar o impacto no ecossistema e a destruição do estado vegetativo das árvores, tendo sido elaborado um auto de contraordenação por falta de autorização do corte de azinheiras adultas e de poda mal executada.
Foi também elaborado um auto de notícia por danos contra a natureza e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Portalegre.
Corte ou arranque de azinheira e sobreiro carece de autorização prévia
A GNR recorda que o corte ou arranque das espécies de azinheira e sobreiro em povoamento ou isolados, carece de autorização prévia, uma vez que estas espécies incluem alguns dos biótopos mais importantes ocorrentes em Portugal continental em termos de conservação da natureza. Desempenham assim uma importante função na conservação do solo, na regularização do ciclo hidrológico e na qualidade da água. Têm ainda um elevado interesse económico a nível local, desempenhando um papel fundamental na produção animal, nomeadamente destinada a produtos tradicionais. © NCV

Imprensa regional:
edição desta semana do jornal "Alto Alentejo"

Clicar na imagem para ampliar.

CIMAA reuniu Conselho Estratégico e prepara para Março a Estratégia de Desenvolvimento Intermunicipal do Alto Alentejo 2030

A CIMAA reuniu na passada segunda-feira dia 22 de Fevereiro, o seu Conselho Estratégico, órgão consultivo da Comunidade Intermunicipal, abordando vários eixos fundamentais para o desenvolvimento do Alto Alentejo.
Estiveram presentes na reunião entidades “stakeholders” do território, de várias áreas, com as quais foram partilhadas informações e recolhidos contributos.
A CIMAA salientou que está empenhada no complexo processo de vacinação e no apoio às comunidades, mas que o indispensável combate à pandemia não lhe tira ambição de futuro, reafirmando junto destas entidades o seu compromisso com o investimento e desenvolvimento estratégico do Alto Alentejo.
Coordenação no combate à pandemia
No que concerne ao combate à pandemia, a CIMAA salientou a coordenação de respostas entre os 15 autarcas do Alto Alentejo e as autoridades de Saúde, Segurança Social e Proteção Civil, da qual é exemplo a criação e organização de estruturas municipais de suporte às próximas etapas do Plano Nacional de Vacinação para imunização à Covid-19.
Estratégia de Desenvolvimento Intermunicipal Alentejo 2030
Frisou-se que está neste momento em preparação a concretização da estratégia para o desenvolvimento do território, em discussão com os municípios e diversas entidades, prevendo-se para Março a apresentação da versão final da Estratégia de Desenvolvimento Intermunicipal para o Alto Alentejo 2030. Esta estratégia apontará como pilares de desenvolvimento a governação estratégica, a eficiência do território na ótica das “smart cities”, a educação, formação e qualificação, a atratividade de investimento e desenvolvimento competitivo das nossas atividades económicas, a sustentabilidade e valorização dos recursos endógenos, a qualificação do território e o seu repovoamento.
Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial
Informou-se ainda, no âmbito do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PDCT), que a sua taxa de execução é superior a 50 %. Aqui se inclui o Programa de Apoio à Produção Nacional e o Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego, responsáveis pela criação de dezenas de empregos em quase 40 empresas.
Concessão de transportes públicos ainda este ano
Nos transportes, enquanto Autoridade do Serviço Público de Transportes no território, a CIMAA informou que foi lançado o Concurso Público para a Concessão do Serviço Público de Transporte de Passageiros no Alto Alentejo. Espera-se que a nova concessão possa ser concretizada até final do presente ano civil.
Brigadas de Sapadores Florestais
Na proteção contra riscos de incêndio, foi partilhado a informação que, desde a sua criação, em 2018, as Brigadas de Sapadores Florestais da CIMAA já realizaram ações de silvicultura preventiva para gestão de combustível florestal em mais de 500 hectares, sobretudo ao nível da rede primária de defesa da floresta contra incêndios, intervencionando-se a esse respeito 300 hectares. Foram, também, adquiridos equipamentos para prevenção e combate aos incêndios e proteção das populações, num investimento total superior a 1 milhão e 200 mil euros.
“A CIMAA e os seus 15 Municípios continuam assim mobilizados, unidos e solidários no combate à pandemia, preparando o futuro nos vários eixos estratégicos e por isso fundamentais para o desenvolvimento do Alto Alentejo”, conclui uma nota de imprensa sobre a reunião. © NCV

JSD Distrital de Portalegre à conversa com Salvador Malheiro sobre “Ser Autarca em Portugal”

A JSD Distrital de Portalegre organizou na passada quinta-feira dia 25 de Fevereiro ao serão uma conferência sobre “Ser Autarca em Portugal”, que teve como orador o dirigente nacional do PSD e Presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro.
“Um autarca tem de ser um gestor"
O autarca de Ovar na sua intervenção realçou que “ser autarca na nossa terra, para as nossas gentes, é uma das atividades mais nobres na política” e explicou que “um autarca tem de ser um gestor, tem de saber estabelecer metas e traçar um plano de ação para as atingir”. Além disso, lembrou que “fomos nós, Partido Social Democrata, a criar o primeiro Ministério do Ambiente, temos de ter orgulho em dizê-lo”.
O vice-Presidente do PSD referiu ainda que “não há ninguém tão bem preparado como a juventude atual para a transformação digital”. Salvador Malheiro concluiu a sua intervenção afirmando que “temos de promover a ascensão social. É nosso dever ajudar quem está mal a melhorar a sua qualidade de vida”. 
O também Vice-Presidente de Rui Rio teve ainda espaço para responder às diversas perguntas dos jovens sociais-democratas do distrito.
"Formação de potenciais jovens autarcas” 
“Teríamos todo o gosto em receber um autarca como o Salvador Malheiro na nossa terra, mas uma vez que a situação pandémica ainda não o permite, optámos por realizar o evento de forma digital”, refere o Presidente da JSD Distrital, João Pedro Luís.
Nas palavras do líder distrital, “esta conferência reflete o compromisso da estrutura com a formação de potenciais jovens autarcas” e o “empenho da jota em ajudar o partido no desafio autárquico do final do ano”.
Confiante, João Pedro Luís remata ainda que “as autárquicas no distrito de Portalegre são para ganhar”. © NCV

26 de fevereiro de 2021

Estão debelados os surtos nas 2 residências para idosos da Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide
- há a lamentar um total de 10 falecimentos

Clicar na imagem para ampliar.

Estão neste momento ultrapassados os surtos de Covid-19 ocorridos nas duas unidades de residenciais para idosos da Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide, segundo um comunicado da Mesa Administrativa divulgado ontem ao final do dia, assinado pelo provedor João Filomeno.
O surto no Lar João José LeCocq foi debelado no final de Dezembro e já foram administradas aos utntes e funcionários as duas doses da vacina e "os mesmos não tiveram efeitos secundários, encontrando-se todos bem".
No Lar de Santo Amaro todos os utentes já tiveram alta clínica e apenas uma colaboradora ainda se encontra de baixa médica e todas as outras já se encontram ao serviço.
Dez falecimentos vítimas da pandemia
Como corolário de ambas as situações verificaram-ase 10 falecimentos vítimas da pandemia, duas no Lar JoãoJosé Le Cocq e 8 no Lar de Santo Amaro. A Mesa Administrativa renova, agora publicamente, os "sentidos pêsames para todos os familiares que perderam os eus entes queridos". 
Agradecimentos a apoios e trabalhadores
Finalmente o comunicado deixa "uma palavra de agradecimento" a todas as entidades e pessoas "que nos ajudaram nesta fase de contingência" e a todos os colaboradores "pela disponibilidade, dedicação e empenho" e a "constante recetividade para enfrentar os novos desafios que lhes têm sido propostos". © NCV

Aberto esta semana procedimento para compra de “figuras em resina” para o “Museu da Inquisição“ que começaram a chegar a 20 de Janeiro

Clicar na imagem para ampliar.
Clicar na imagem para ampliar.
Um despacho do Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, datado passada segunda-feira dia 22, determina que se proceda à abertura de procedimento por consulta prévia tendente à aquisição de “figuras em resina” para o “Museu da Inquisição“ (sic) consultando-se para o efeito três empresas, curiosamente todas com sede nas Caldas da Rainha.
As empresas agora consultadas são a Origami Produções, Lda, Renato Franco, Unipessoal, Lda e Santos, Morgado & Filhos, Lda.
Figuras começaram a chegar em 20 de Janeiro
Fotos © D.R/NCV
Estas “figuras em resina”, vulgarmente também conhecidas como figuras de cera, já começaram entretanto a chegar a Castelo de Vide como divulgou há mais de um mês (dia 20 de Janeiro) nas redes sociais o próprio Presidente da Câmara Municipal (ver imagens junto e notícia AQUI). 
Mais recentemente, esta semana foi lançado um apelo ao voluntariado para “figuração hiper-realista” na Casa da Inquisição (ver notícia AQUI).
Valor base de 30 mil euros
O despacho presidencial determina ainda aprovar o valor base do procedimento, que é de 30 mil euros acrescido do IVA, “tendo em conta a consulta de mercado e que a entidade adjudicante estipulou como valor máximo que aceita pagar”. O cabimento orçamental ara esta aquisição insere-se na rubrica “Valorização de Espaços Museológicos”.
Patrícia Martins preside ao Júri
Fotos © D.R/NCV
Ficaram também aprovadas as peças de procedimento e designado o júri do procedimento a que preside a técnica superior do Município Patrícia Alexandra Carvalho Ferreira Martins, acompanhada de Ângela do Carmo Santana Maximiano (1º vogal efetivo) e João Francisco Alegria Magusto (2º vogal efetivo), sendo suplentes Nuno Miguel Delgado Félix (1º vogal suplente) e José Manuel Maroco Branco Ramiro de Carvalho (2º vogal suplente).
O primeiro vogal efetivo substituirá o presidente das suas faltas e impedimentos. E a técnica superior Patrícia Alexandra Carvalho Ferreira Martins foi designada como gestora do contrato. © NCV

ULSNA reportou ontem apenas 8 casos ativos de Covid-19 em Castelo de Vide

Clicar na imagem para ampliar.
A evolução da situação pandémica em Castelo de Vide caracterizava-se ontem por apenas 8 casos ativos de Covid-19 (menos 17 do que na véspera), de acordo com os dados do relatório diário da ULSNA. Não se registou nenhum novo caso confirmado (287) e o número de óbitos manteve-se nos 24.
Arronches continua com mais casos ativos (48)
Apesar de seguir a tendência de decréscimo de casos no distrito e no país, Castelo de Vide com 8 casos passou a integrar a lista dos concelhos do distrito com menor número de casos ativos: Sousel (7), Gavião (6) e Crato (4).
No topo da lista continuam Arronches (48) seguido por Elvas (27), Nisa (17), Gavião (16), Portalegre (14) e Fronteira (13).
Em termos de falecimentos registados, Castelo de Vide continua a ser o quarto concelho do distrito com mais óbitos (24), depois de Portalegre (49), Elvas (29) e Ponte de Sôr (27).
Menos 26 ativos, mais 36 recuperados e menos 7 internamentos
No conjunto do distrito a situação continua a melhorar; havia ontem 200 casos ativos (menos 26), os casos recuperados aumentaram para 4131 (mais 36) e os internamentos voltaram a baixar, agora para 12 (menos 7).
A nível global do distrito, a ULSNA registou ontem mais 1 óbito (2276) em toda a sua área de atuação. © NCV

STAL-Portalegre discute no dia 1 de Março o suplemento de penosidade e insalubridade com a Câmara Municipal de Castelo de Vide

Dirigentes sindicais da Direcção Regional de Portalegre do STAL vão reunir no próximo dia 1 de Março (segunda-feira) com a Câmara Municipal de Castelo de Vide sobre a aplicação local do chamado “suplemento de penosidade e insalubridade” aprovado e incluído no Orçamento do Estado para 2021.
O STAL - Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local solicitou reuniões com todas as autarquias do distrito de Portalegre para negociar a aplicação do suplemento de penosidade e insalubridade no sentido de exigir “o reconhecimento de que todos os trabalhadores abrangidos desenvolvem funções correspondentes ao nível máximo de penosidade e insalubridade, 15% da remuneração base diária, nunca inferior a 4,99€ por dia”.
Trabalhadores da higiene urbana, saneamento e cemitérios
Este suplemento não corresponde, no entanto, completamente às reivindicações do STAL porque exclui o risco e a atribuição de outros direitos, tais como mais dias de férias, a redução do horário de trabalho e da idade legal da reforma. Por este motivo, a aplicação deste suplemento fica restrita a 3 grupos de trabalhadores: higiene urbana, saneamento e cemitérios.
Neste momento, o STAL já negociou a aplicação do suplemento nas Juntas de Freguesia de Galveias, Alpalhão, Avis, Aldeia Velha, Alcórrego, Ervedal e Figueira e Barros e ainda no Município de Monforte. © NCV

COMPETE 2020 abre candidaturas ao Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva

O Gabinete de Crise da Câmara Municipal de Castelo de Vide informou o empresariado local que a Autoridade de Gestão do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020), uma estrutura na Administração Central do Estado, vai abrir candidaturas (ver AQUI) através de um Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva (SI Inovação Produtiva). Para mais informações consulte AQUI a página do IAPMEI.
Nesta primeira fase, pretendem-se informar as empresas interessadas que podem fazer o registo do pedido de auxílio para projetos de investimento (de transformação industrial) com vista à apresentação de candidatura ao SI Inovação Produtiva. São elegíveis empresas (PME e grandes empresas) de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica, não sendo apoiados projetos de investimento de mera expansão ou de modernização.
Promover a inovação empresarial
O SI Inovação Produtiva visa promover a inovação empresarial, nos seguintes domínios:
a) Produção de novos bens e serviços ou melhorias significativas da produção atual através da transferência e aplicação de conhecimento;
b) Adoção de novos ou significativamente melhorados processos ou métodos de fabrico, de logística e distribuição, bem como métodos organizacionais (para Não PME só serão apoiadas as áreas de processos ou métodos de fabrico).
Quatro tipologias
Consideram-se enquadráveis os investimentos de natureza inovadora que se traduzam na produção de bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis e com elevado nível de incorporação nacional as seguintes tipologias: i) a criação de um novo estabelecimento; e ii) o aumento da capacidade de um estabelecimento já existente; iii) a diversificação da produção de um estabelecimento para produtos não produzidos anteriormente no estabelecimento; e iv) a alteração fundamental do processo global de produção de um estabelecimento existente.
As empresas que apresentarem uma candidatura sem recorrer a um empréstimo bancário, podem beneficiar de uma majoração de 5%, sendo que os incentivos podem variar entre 15% e 75%. © NCV

Nisa: nova hasta pública a 15 de Março para venda da Albergaria Penha do Tejo (Fratel)

Clicar na imagem para ampliar o cartaz.
A Câmara Municipal de Nisa insiste na venda em concurso por hasta pública do designado Complexo Turístico do Rio Tejo — Fratel - Albergaria Penha do Tejo. O valor-base do procedimento continua a ser de 770 mil euros.
Voltou a falhar a alienação no dia 15 de Fevereiro, mas de acordo com as Normas de Hasta Pública realiza-se nova “… hasta pública para o dia 15 de cada mês, à hora e no local indicado". A nova data para a hasta pública está agora marcada para o próximo dia 15 de Março, pelas 10 horas no Auditório da Biblioteca Municipal de Nisa, sessão que será dirigida pelo júri do procedimento.
As propostas, acompanhadas dos respetivos documentos, podem ser entregues em formato digital e enviadas para o email: patrimonio@cm-nisa.pt; em alternativa, podem ser entregues em formato papel, em envelope opaco e fechado em cujo rosto se escreverá a palavra “Proposta”, o nome ou denominação do concorrente e a identificação do concurso “VENDA DE PRÉDIO Complexo Turístico do Rio Tejo — Fratel — Albergaria Penha do Tejo", até à data e hora da hasta pública. © NCV

Vila de Alpalhão vai ter monumento em homenagem à cultura do “Povo Alpalhoeiro”

Alpalhão vai ter um monumento à cultura do “Povo Alpalhoeiro”. Será um monumento identitário que será implantado no Largo Joaquim Lopes Subtil e que dotará o espaço de um elemento central com três painéis de azulejos de grandes dimensões em homenagem à cultura do “Povo Alpalhoeiro”.
O auto de consignação da “Execução de Tríptico em Alpalhão” foi assinado esta semana pela Presidente da Câmara Municipal, Idalina Trindade, com a empresa Pavisteel, Lda., representada por Nelson Carvalho. © NCV

Projeto Cycling Alentejo-Ribatejo promove 3 sessões de capacitação (hoje e dias 5 e 12 de Março)

Clicar na imagem para ampliar o cartaz.

25 de fevereiro de 2021

João Fragoso supervisiona plantação de cannabis em Póvoa e Meadas cuja 1ª fase arranca já em Maio

Fotos © D.R./NCV
A primeira fase da plantação de “cannabis” para fins medicinais em Póvoa e Meadas está prevista iniciar-se em Maio próximo, cabendo ao povoense João Fragoso a responsabilidade da supervisão dos trabalhos, segundo foi divulgado esta semana pelo Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide na sequência de uma nova reunião havida com o investidor.
O projeto da multinacional francesa Bio Leaf Health concretiza-se num terreno de 8,3 hectares adquirido na freguesia e já terá criado 5 empregos locais, de acordo com a mesma fonte.
Futuro laboratório na Zona Industrial?
Por outro lado, “desta reunião ficou expresso o interesse do investidor alargar no futuro a atividade para além da própria propriedade, recorrendo a terrenos da futura zona industrial, assegurando assim outras condições indispensáveis para consolidar e desenvolver o projeto”. Como o NCV já noticiou anteriormente existe a possibilidade de a empresa ali instalar um laboratório ampliando o valor acrescentado local do projeto, cujo investimento inicial ronda um milhão de euros.
Reconhecida competência de João Fragoso
Ainda segundo o Presidente da Câmara Municipal, este encontro “resultou a clarificação da estratégia que se pretende adotar, bem como do programa e calendarização dos trabalhos” e “ficou expresso o interesse do investidor alargar no futuro a atividade para além da própria propriedade, recorrendo a terrenos da futura zona industrial, assegurando assim outras condições indispensáveis para consolidar e desenvolver o projeto”.
O autarca sublinhou ainda a escolha de João Fragoso como “facto que merece ser realçado pelo reconhecimento da competência para o efeito a um filho da terra”. © NCV

Situação COVID-19 em Póvoa e Meadas:
apenas resiste 1 caso positivo no Lar da Terceira Idade

“Depois de mais de um mês e meio bastante severo em termos de pandemia, em que diariamente foram ocorrendo novos casos um pouco por toda a nossa freguesia, à data de hoje não temos nenhum caso ativo”, anunciou ontem nas redes sociais o Presidente da Junta de Freguesia de Póvoa e Meadas, António Simão.
Nesta situação comunitária estão incluídas todas as colaboradoras do Lar da Terceira Idade de Nossa Senhora da Graça, instituição onde em termos de utentes o NCV pode adiantar que a situação também está ultrapassada neste momento no Lar Ampliação e onde apenas resiste desde há cerca de 3 semanas no Lar Mãe um utente positivo, embora totalmente assintomático.
Vacinação na semana de 8 de Março
De referir que todos os utentes e trabalhadores do Lar já foram vacinados (primeira toma) e que a segunda inoculação, que estava prevista para os dias 10 e 11 de Fevereiro, está agora aprazada para a semana de 8 de Março no que toca apenas aos que nunca positivaram.
“Motivo não de euforia, mas de uma satisfação contida”
“O facto de os números aparentemente terem abrandado, o que é desde já é motivo não de euforia, mas de uma satisfação contida, não é garantia de abrandamento do cumprimento das medidas e de baixar a guarda”, sublinha António Simão.
“Os últimos meses foram desgastantes, em que mais uma vez nos vimos privados daquela Liberdade a que no passado estávamos (tão bem) habituados. Que estranho momento este!”.
“Com o nosso comportamento e todos juntos, invertemos a tendência crescente que se vinha verificando”.
“Continuar preocupados” e “manter a tranquilidade possível”
O autarca continua ainda a apelar a comportamentos responsáveis e cuidados redobrados e ao respeito das medidas de prevenção da Covid-19, como o uso da máscara, a higienização das mãos, a etiqueta respiratória e o distanciamento físico, evitando os ajuntamentos.
“Temos de continuar a estar todo(a)s preocupados! Vamos continuando a manter a tranquilidade possível”, refere António Simão. © NCV