Páginas

P U B L I C I D A D E

7 de março de 2017

Município de Marvão apela no sentido de evitar o encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos

O presidente do Município de Marvão, Victor Frutuoso, demonstrou o seu desacordo e considerou a intenção da Caixa Geral de Depósitos de encerrar a agência do banco em Marvão (ver notícia AQUI) como “ altamente lesiva dos interesses dos marvanenses”.
Para além de confrontar de imediato a diretora coordenadora comercial da CGD, Cristina Fontes, com esta opinião do Município, Victor Frutuoso solicitou “uma reunião, com caráter de urgência, ao Conselho de Administração da CGD, para tentar encontrar soluções que evitem o anunciado encerramento”.
“Sendo esta a única agência do banco, existente no concelho, o Município defende que o seu encerramento vai afetar grande parte da sua população, na sua maioria idosa, pequenas e médias empresas e, seguramente, vai dificultar a atividade económica e agravar as desigualdades territoriais”, sublinha-se numa nota de imprensa entretanto tornada pública na qual “o Município garante que vai pugnar pela continuidade da agência da CGD, em Marvão, e pela prestação de um serviço público financeiro à sua população, instituições, associações e empresas”.
Como o NCV noticiou ontem, o encerramento da agência de Marvão e a transferência das contas, dos clientes e dos funcionários para a de Castelo de Vide está agendada para 31 de Março; os deputados do círculo de Portalegre na Assembleia da República, Luís Moreira Testa e Cristóvão Crespo, já interpelaram o Governo tentando fazer reverter esta decisão. © NCV

Sem comentários: