Páginas

P U B L I C I D A D E

9 de março de 2017

Via skype nos dias 10 e 11 de Março:
de Castelo de Vide para Cabo Verde
formação certificada à distância de apoio aos invisuais

Clicar na imagem para ampliar o cartaz.
A ONGD Causa Maior com a colaboração da Reitoria da Universidade de Cabo Verde e o Centro de Investigação Tiflologia Ciência Cultura e Inclusão da Fundação Nossa Senhora da Esperança de Castelo de Vide estão a promover promovem formação certificada à distância de apoio aos invisuais de Cabo Verde.

Estas entidades estão a desenvolver um inovador projeto de sensibilização aos problemas de Orientação e Mobilidade (OM) com formação certificada à distância que visa melhorar a qualidade de vida dos invisuais de Cabo Verde.
A iniciativa materializa-se através de um ciclo de formação sobre “Orientação e Mobilidade para Invisuais e Normovisuais” cujo primeiro módulo pretende dar a conhecer “Técnicas e processos de ensino de OM básica no interior da área da escola e da residência” e conta com com o apoio da Presidência da República de Cabo Verde e da Câmara Municipal do Maio. Os destinatários são pessoas que trabalham preferencialmente com crianças com deficiência visual, ou que pretendam aprender a lidar com as mesmas.
De Castelo de Vide para Cabo Verde via skype
A primeira fase do curso decorrerá nos dias 10 e 11 de Março (sexta-feira à tarde e sábado durante todo o dia) diretamente de Castelo de Vide via skype e destina-se a formandos que se encontram em Cabo Verde numa sala do centro de formação à distância da Universidade de Cabo Verde, no Campus do Palmarejo na cidade da Praia, e também nas instalações do Centro de Investigação em Tiflologia, Ciência, Cultura e Inclusão (CITCCI), na Fundação em Castelo de Vide. É ainda admitida a presença de assistentes em sala quer em Castelo de Vide quer em Cabo Verde, mas sem direito a Certificado de Participação.
Os responsáveis pedagógico e científico por esta ação são os formadores Professor Júlio Damas Paiva e Professor Doutor Deodato Guerreiro. A organização logística está a cargo da secretária-geral da ONGD Causa Maior, Professora Doutora Fernanda Bessa.
Para João Palmeiro, presidente do Conselho de Administração da Fundação Nossa Senhora da Esperança, este projeto e estas ações “são altamente prestigiantes para a Fundação e enquadram-se na valência histórica de apoio aos invisuais com que foi criada no século XIX”. Para o dirigente “esta iniciativa, permitiu uma articulação perfeita entre diversas organizações, que se uniram com o objectivo de melhorar a mobilidade e orientação das pessoas cegas, e que conseguiram grande sintonia, especialmente reforçada pelo altopatrocínio da Presidência da Republica de Cabo Verde”. © NCV

Sem comentários: