P U B L I C I D A D E

21 de outubro de 2016

Orçamento Municipal para 2017: Presidente da Concelhia PS insistiu no pagamento integral dos passes escolares aos alunos da escolaridade obrigatória

O Presidente da Concelhia do PS reuniu ontem de manhã “com a Maioria do Executivo” ao abrigo do Direito de Oposição, depois de ter sido convocado mais uma vez “em 48 horas” para estar presente em reunião pelas 9 horas desta quinta-feira.
Ainda assim, o Presidente da Concelhia do PS aproveitou o momento para insistir na proposta do pagamento integral dos passes escolares aos alunos a frequentar a escolaridade obrigatória, reivindicação insistentemente feita pelo PS e negada pelo PSD Local. "A ver se é desta".
Fernando Valhelhas aproveitou desde logo para “esclarecer o uso, a seu ver impróprio, que a Maioria PSD faz da Lei do Direito de Oposição”. Sublinhou o também ex-vereador que, segundo a lei, os Partidos que não têm pelouros no Executivo, “têm o direito de ser ouvidos sobre as propostas dos respetivos orçamentos e planos de atividade” e que para tal a informação deverá ser disponibilizada atempadamente.
Direito de oposição em Castelo de Vide?
“Feito à pressa de forma vaga e oralmente”, em Castelo de Vide o Direito de Oposição “acontece apenas para cumprir, e mal, a formalidade da lei”, de acordo com uma nota do PS divulgada através das redes sociais. 
“É claro que a maioria PSD, há 15 anos na presidência da Câmara, não tem qualquer vontade de ouvir e avaliar propostas de outros partidos. Se assim não fosse promoveriam uma reunião e Ordem de Trabalhos com a devida antecedência e não em 48 horas, para as 9.00h de um dia de semana como se de uma urgência se tratasse, sem qualquer respeito pelos compromissos profissionais de quem é convocado”. © NCV

Sem comentários: