P U B L I C I D A D E

28 de novembro de 2016

Projecto integrado pretende tornar a Coudelaria de Alter
num pólo de desenvolvimento da região

Fotos © D.R./NCV
A Coudelaria de Alter vai tornar-se num pólo de desenvolvimento do distrito de Portalegre. O governo liderado por António Costa está a desenvolver um projecto integrado, que envolve vários ministérios, para valorizar este património de forma a torná-lo numa alavanca económica, que promova o emprego e o bem-estar da população de Alter do Chão, da região e do país. O anúncio foi feito na última quinta-feira, dia 24, pelos ministros da Agricultura, Capoulas Santos, da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, numa iniciativa promovida pela Federação Distrital de Portalegre do Partido Socialista e conduzida pelo vereador socialista na câmara de Alter do Chão, Francisco Reis.

Projecto integrado de valorização
O Pavilhão Multiusos de Alter do Chão esteve completamente cheio durante o fórum “O futuro da Coudelaria em discussão”. Foi neste espaço que os três elementos do actual executivo governamental, juntamente com Luís Moreira Testa, deputado eleito pelo distrito, e Francisco Reis, apresentaram um projecto integrado de valorização da Coudelaria de Alter e do cavalo lusitano.
O plano desenvolvido, em conjunto pelos três ministérios envolvidos, pressupõe a requalificação do património, a criação de uma unidade hoteleira em parceria com investidores privados e a aposta na animação turística e cultural sem nunca descurar as actuais vertentes que deverão ser potenciadas com a aplicação da estratégia anunciada.
Esta começará a ser implementada “já em janeiro do próximo ano”, garantiu o ministro da Agricultura, enquanto o seu congénere da Economia, enalteceu: “este não é um projecto desgarrado”.
Turismo equestre, golfe, surf...
O responsável adiantou que o turismo equestre vai ser uma das áreas a desenvolver, tal como aconteceu com o golf ou o surf, e que tão bons resultados têm dado no crescimento do sector no país. O governo acredita que, deste modo, pode fazer da Coudelaria de Alter, um pólo de atracção turística que promova a desconcentração sazonal e geográfica. Luís Moreira Testa sublinhou, neste sentido, que são estratégias e políticas como as que estão a ser seguidas pelo PS que “promovem Portugal no seu todo e não dividido em duas partes”.
Impacto à escala regional
Francisco Reis, que nos últimos anos tem de ser um elemento muito activo para que a Coudelaria da Alter não caia no esquecimento, reforçou perante a plateia “que estas são medidas para trazerem pujança económica ao concelho com mais emprego e a melhoria da qualidade de vida para as pessoas”. 
O impacto desta aposta assume uma escala regional, com todos os concelhos do distrito a poderem beneficiar do investimento. E foi certamente por isso que estiveram presentes responsáveis políticos, autarcas em particular, de toda a região Alto Alentejo. © NCV

Sem comentários: