P U B L I C I D A D E

12 de fevereiro de 2017

Aprender com a Biblioteca Escolar

A sociedade atual passa por transformações com um grande impacto na forma como acedemos à informação e ao conhecimento, como aprendemos, comunica­mos e nos integramos socialmente.
Estas transformações, relacionadas com a revolução tecnológica e digital, refletem‑se na escola, à qual se exige o desenvolvimento nos alunos de um conjunto de literacias essenciais à aprendizagem e ao sucesso educativo, que incluem não só as competências básicas de leitura, matemática ou ciências, como outras, de que são exemplo as competências da informação, digitais e dos média. A natureza destas literacias, presentes em todas as áreas e ambientes de aprendizagem, faz do seu desenvolvimento uma responsabilidade da escola e de todos os professores, sendo a biblioteca escolar um recurso privilegiado para o seu exercício.”
Referencial de aprendizagens associadas ao trabalho das bibliotecas escolares na Educação Pré‑escolar e no Ensino Básico
Assim, com os objetivos de levar os alunos a procurar a informação eficientemente, organizá-la e interpretá-la; avaliar o seu rigor e fiabilidade; apresentar e comunicar os resultados obtidos, fazendo uso do seu pensamento crítico, a BE está a implementar, em articulação com Oferta Complementar, atividades no âmbito do Referencial Aprender com a Biblioteca Escolar (RBE). 
Desde o final do 1º período, os alunos do 8º ano têm abordado a obra Aquilo que os olhos veem ou o Adamastor, de Manuel António Pina, num ambiente educativo de trabalho colaborativo entre alunos e alunos/ professoras, considerando-se igualmente o uso de várias aplicações/ferramentas como promotoras da participação de todos os alunos e da diferenciação pedagógica, a par da literacia digital. 
No início do 2º período, os alunos do 6º ano, começaram a explorar a obra musical O Carnaval dos Animais, de Camille Saint‑Säens. Trata-se de uma atividade desenvolvida em articulação com a disciplina de Educação Musical, promovendo a aproximação ao currículo, com recurso a aplicações/ferramentas que permitirão uma aprendizagem contínua e o desenvolvimento de uma consciência crítica, fatores essenciais de sucesso num mundo em rápida mudança. 
A biblioteca escolar pretende, deste modo, continuar a assumir um papel decisivo na formação para as multiliteracias, permitindo desenvolver nos alunos um leque de competências exigíveis ao uso da informação, à construção do conhecimento e à construção de uma cidadania ativa e responsável. © BE-CRE/NCV

Sem comentários: