P U B L I C I D A D E

16 de fevereiro de 2017

Município de Marvão prometeu mas não avançou com estudo de avaliação do estado do “Túnel das Árvores”

"O Município de Marvão informa que foi dirigido, ao Sr. Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Dr. Pedro Marques, um ofício onde se agradece a sua intervenção, no sentido de suspender os trabalhos respeitantes ao corte de freixos, no “Túnel das Árvores”, na EN 246, em São Salvador da Aramenha.
Informa-se ainda que, no passado recente, houve uma intervenção semelhante, que foi suspensa pela então presidente do ICNF, Dra. Paula Sarmento, por se considerar que devia ser realizado um diagnóstico mais rigoroso a cada árvore deste conjunto, património classificado como arvoredo de interesse público.

Estudo de avaliação não avançou

Deste modo, o Município pediu um orçamento para realizar um estudo de avaliação do estado biomecânico e fitossanitário de 244 árvores, recorrendo à avaliação visual e auditiva, bem como, sempre que necessário, às técnicas de resistografia e tomografia axial computorizada, e informou a Infraestruturas de Portugal da sua disponibilidade para realizar a referida avaliação ao conjunto.
Mas mesmo tendo em consideração que este património natural é uma referência para o concelho de Marvão e para toda a região, não houve a assertividade suficiente para permitir realizar esta intenção. O que se lamenta, pois poderia ter-se evitado esta desagradável e irrecuperável ocorrência, de delapidação de um património único.
O Município de Marvão quer acreditar que o problema da segurança rodoviária, alegado pela Infraestruturas de Portugal, seja a única motivação que levou à realização destes trabalhos.

Reavaliar troço de alternativa 

Por este motivo, o Município apelou ao Sr. Ministro para reavaliar a possibilidade de se criar uma alternativa a este troço, uma vez que até já foram realizados estudos nesse sentido. Desta forma, salvaguardar-se-ia a proteção deste património natural e, ao mesmo tempo, resolviam-se todos os problemas relacionados com a segurança nesta via, que desde há algumas décadas se verificam”. © CMMarvão/NCV

Sem comentários: