P U B L I C I D A D E

5 de julho de 2018

Adiada para a sexta-feira dia 13 de Julho a visita do Secretário de Estado da Proteção Civil

A visita a Castelo de Vide do Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, inicialmente prevista para amanhã dia 6 (ver notícia AQUI), foi adiada para a sexta-feira seguinte, dia 13 de Julho. O programa da visita foi entretanto dado a conhecer na reunião desta semana do Executivo Municipal.
O membro do Governo desloca-se a Castelo de Vide durante a tarde daquela sexta-feira para visitar (pelas 14:30 horas) as intervenções nas Faixas de Interrupção de Combustível na área do Parque Natural da Serra de S. Mamede no concelho, ao ponto de vigia do programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas.
A visita de José Artur Neves começa logo pelas 14 horas com uma sessão de boas-vindas no Salão Nobre dos Paços do Concelho e termina pelas 15:30 horas no Quartel dos Bombeiros locais para uma cerimónia de imposição de insígnias aos elementos que constituem a EIP (Equipa de Intervenção Permanente) que é rematada com um “porto de honra”.
Engenheiro civil e autarca
José Artur Tavares Neves, 54 anos, é engenheiro técnico civil. Natural da freguesia de Alvarenga, reside actualmente em Arouca, Município de que foi presidente da Câmara Municipal de 2005 a 2017.
Em paralelo com a sua intensa actividade profissional, foi, entre 1993 e 2001, presidente da Junta de Freguesia de Alvarenga, sendo a requalificação do centro histórico de Alvarenga apenas uma das suas obras mais marcantes.
Entre 1988 e 1998, pertenceu aos quadros superiores da Brisa Auto-Estradas de Portugal, onde esteve ligado aos projectos de construção de algumas das principais obras rodoviárias do país: A1 (auto-estrada do norte), CREL (Circular Regional Externa de Lisboa) e A2 (auto-estrada do sul).
Em 1998, assumiu o cargo de Director de Construção na Auto-Estradas do Atlântico SA, onde foi responsável pela construção de 74 quilómetros de auto-estradas, com investimentos na ordem dos 370 milhões de euros, nomeadamente a A8 (Loures/Leiria) e a A15 (Óbidos/Santarém).
Em 2000, passou a exercer o cargo de gestor de contratos no Grupo Cerejo dos Santos SGPS, tendo trabalhado na construção da A2, da A6 e da A13. © NCV

Sem comentários: