Páginas

P U B L I C I D A D E

17 de fevereiro de 2017

Unanimidade na Assembleia Municipal: votos de pesar pela morte de Mário Soares e Mário Ruivo
e moções sobre Almaraz e poluição no rio Tejo

Foto ©  D.R./NCV
A Assembleia Municipal de Castelo de Vide na sua reunião ordinária de Fevereiro aprovou por unanimidade dois votos de pesar pelo falecimento de Mário Soares e do professor Mário Ruivo e duas moções também apresentadas pela bancada do PS sobre a Central Nuclear de Almaraz e sobre a poluição no rio Tejo.

Em relação a Mário Soares, o voto refere que “tinha por Castelo de Vide um apreço que não escondia recordando sempre a vitória nas primeiras eleições democráticas de Dezembro de 1976. Aqui permaneceu durante uma temporada em 1942 para se reestabelecer de um problema de saúde entregue aos cuidados do grande amigo de seu pai que era Eduardo Gazalho. Visitou Castelo de Vide por diversas vezes e foi aqui que, junto à Fonte da Vila, como Presidente da República e na presença da embaixadora de Israel em Portugal, pediu desculpa aos judeus em nome do povo português”.
No voto referente ao professor Mário Ruivo sublinha-se “a consideração e interesse” por Castelo de Vide e reconhece-se “uma interessante e longa carreira científica e política na defesa de questões ambientais nomeadamente ligadas aos oceanos e ao direito do mar”.
Não à continuação da central de Almaraz
Em relação à central de Almaraz, repudia-se a intenção de aumento da sua vida útil implícita na construção de um novo armazém de resíduos radioativos, apoia-se a “ação ativa” do estado português neste domínio e a Assembleia solicita ao Executivo Municipal e a todas as Autarquias do distrito “que se façam ouvir de forma concertada” e mantenham as populações informadas.
Quanto à poluição no rio Tejo, a moção manifesta preocupação pelas notícias da continuação das descargas associa-se às populações mais diretamente prejudicadas e exorta os concelhos limítrofes a associarem-se no esclarecimento e ação conjunta em defesa deste “interesse maior” da região Norte Alentejana.
Casa Ventura Porfírio tem regulamento
Na agenda estava também a criação proposta da Associação de Municípios da Serra de S. Mamede, envolvendo os concelhos de Castelo de Vide, Marvão, Portalegre e Arronches e o regulamento de funcionamento da Casa Ventura Porfírio na Torrinha. Ambas as propostas foram aprovadas por unanimidade dos membros presentes, no primeiro caso com uma declaração de voto do Grupo Municipal do Partido Socialista relativa a diversos aspectos do modelo de associação decorrente da minuta de estatutos.
Recuperação da Escola Garcia d'Orta
Os deputados municipais discutiram e votaram ainda favoravelmente uma alteração ao contrato tipo de concessão de distribuição de electricidade em baixa tensão estabelecido com a EDP, uma comparticipação financeira à Junta de Freguesia de Póvoa e Meadas para projetos no âmbito das Medidas Ativas de Emprego e uma 1ª Revisão Orçamental de 2017 incluindo a criação de um novo projeto visando a recuperação e beneficiação da Escola Básica 2+3 Garcia d'Orta. © NCV

Sem comentários: